Como chegou até aqui?

sexta-feira, Agosto 31, 2007

a quintessência renato carreira

Renato Carreira interrompeu a sua dieta de shots de vinagre balsâmico para comentar, com a bonomia possível, os factos da semana.

Pelo menos em relação ao combate a incêndios, a Grécia ainda nos dá cartas ou não?
Acho que nisso também nos passam à frente. Já não bastava o Euro. Raios, Grécia! Porque nos odeias?!

Como estão as relações entre Presidente da República e Governo, depois do terceiro veto de Cavaco Silva num mês?
Acho que, ao quarto veto, teremos bofetada. Tenho essa fé.

Que tal a vitória de Nélson Évora em Osaka?
Os portugueses são sempre a mesma coisa. Podem conseguir uma medalha, mas tem de ser a salto. (Tinha aqui esta piada guardada desde os Jogos Olímpicos de Los Angeles... não se aplicava muito bem ao Carlos Lopes.)

Como interpretar a sobrelotação que o balcão do BES no Second Life conheceu dias depois da inauguração?
O Second Life é uma daquelas coisas da hipernet ou lá como se chama?

E o anúncio de Enrique Iglesias de que vai criar uma marca de preservativos para pénis pequenos, na sequência das dificuldades que tem para encontrá-los para o seu... modelo?
Psicologia invertida. Depois disto, muitas serão as donzelas compadecidas a bater-lhe à porta só para assegurar o rapaz de que até nem é assim tão pequeno como isso.

O assassinato de um "empresário da noite" no Porto é sintoma que existem máfias no "mundo da noite" ou "não"?
Eu costumo "deitar-me" às "7" (sete) e, por isso, não serei a melhor "pessoa" para discutir esses assuntos "noctívagos".

É justo o aumento do preço dos manuais escolares anunciado esta semana?
Sempre disse que a educação era um luxo. Paguem e não bufem (que não se entenda isto no sentido flatulento do termo, por favor).

O que dizer das pessoas que ficam acordadas de madrugada a ver programas de televisão como o Quando o telefone toca ou Toca a ganhar?
Não vejo qual é o problema. Ninguém tem nada com isso. Eu faço o que me apetecer. (Nota: Sei que isto não bate certo com a resposta em que disse que me deitava às sete. Isso pode significar que não estou a ser totalmente sincero. Adio um comentário para outra ocasião.)

Como comenta a convocação de Pepe para a selecção nacional?
Ele diz que sabe o hino todo. Nada contra. Quantos dos outros, dos que já nasceram portugueses, poderão dizer o mesmo? E quantos de nós saberão escrever "igrégios"... "hegréjios"... "igreijios"... Hmm? Quantos?

O Segredo, de Rhonda Byrne, e Pura anarquia, de Woody Allen, foram dos livros mais vendidos em Agosto em Portugal. O que se conclui disto?
Que os leitores portugueses se dividem em dois grupos principais: as dondocas místico-conspirativas e os imbecis humorístico-intelectuais.

quarta-feira, Agosto 29, 2007

alucinário apontamentos

Apontamentos de ontem para hoje: vou trocar de frigorífico (o actual está sem termostato e o barulho é equivalente a alcatroarem-me a casa), vi três criaturas a mictarem na rua sem qualquer pejo (ok, com algum, mas o pejo é algo relativo), recebi uma mensagem com o texto "olá linda", o Enrique Iglesias vai lançar uma marca de preservativos para pénis pequenos (fosse vivo e Freud explicaria o alinhamento destas ideias) e três nozes por dia repõem os níveis de magnésio (já sobre isto duvido que se atrevesse pronunciar).

sexta-feira, Agosto 24, 2007

a quintessência renato carreira

A quintessência da ordem, esta semana com o atraso da ordem.

Nesta semana tem-se falado muito em milho transgénico, a propósito da ceifa ecológica em Silves...
Uma vez comi pipocas transgénicas. A princípio tive algum receio e pareceu-me que havia qualquer coisa que não estava bem. Levei algum tempo a perceber o que era. Precisavam de manteiga.

Qual é a moral da história na rábula do blogue de Luís Filipe Menezes?
Sou um nabo da internet e a minha nabice estende-se também a inúmeros outros campos. A minha sorte é que, do outro lado, está o Marques Mendes.
published by Luís Filipe Menezes em 17:43 47 comentários

Foi descoberto o primeiro gene responsável pela doença obsessiva-compulsiva. Está explicada a origem do comportamento de...
Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está. Não está.

Que tal o mea culpa de José Luís Arnaut?
Não foi um mea culpa, mas sim um mea responsabilitas. E não é preciso ser um latinista ilustre para perceber o que isto implica. E daí, talvez seja.

De quem é a culpa da crise no Benfica?
É minha, pronto. Não sou menos frontal do que o José Luís da pergunta anterior.

E na selecção nacional?
É do Scolari e do Gilberto Madail. Ups...

O que dizer das latas de atum distribuídas no Peru?
Os senhores sinistrados do Peru que pensem bem. Preferem receber latas de atum com Hugo Chavez retratado no exterior ou latas decoradas com atuns desenhados contendo postas de Hugo Chavez?

O que esperar do anunciado reality show que vai juntar Paris Hilton e Britney Spears?
Que não percam muito tempo a unhar-se até à morte. There can be only one! (porque já não há paciência para duas)

As taxas de juro do crédito à habitação não páram de subir, mas esperam-se descidas em 2008. Dá para acreditar nisto?
*bocejo* Economia... pois.

O que parece a ideia das "Casas de Saúde", com diversas especialidades concentradas num mesmo espaço?
Parece-me bem. E podiam ter restaurantes de comida rápida e lojas e cinemas e hipermercados e...

sexta-feira, Agosto 17, 2007

a quintessência renato carreira

Quase refeito da expulsão da esplanada de Paulo China, Renato Carreira lança para diospirojoyeux mais um olhar sobre factos desta semana prestes a passar.

Lili Caneças anunciou que está prestes a sair de Portugal, ameaçando mudar-se para os Estados Unidos por estar "desiludida com a televisão portuguesa". Comentário?
HAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Notas sobre as novas Joana, Rita e Teresinha da TV Cabo?
Se as usarem em algo tão irritante como os anúncios do "trrim-trrim", não sei se a lapidação será castigo suficientemente severo.

Que consequências terá o que Francisco Louçã diz ser a intenção do Bloco de Esquerda - "destruir o actual mapa político português"?
Talvez devessem comprar mortalhas e deixar o mapa sossegado.

Quarta-feira foi notícia que Sócrates ganha mais que Putin e que Hu Jintao. É justo?
Acho que todos os políticos deveriam ser pagos em géneros. Parece-me que tudo seria melhor se os líderes mundiais recebessem um saco de batatas e meia dúzia de tomates ao fim do mês.

Que tal a chuva de estrelas de domingo?
Nunca mais me apanham de nariz no ar e com dores no pescoço à espera de um fenómeno astronómico que nunca acontece, por mais vezes que seja anunciado. Ouviram, astrónomos de Portugal? Nunca mais!

Joe Berardo terá comido o próprio chapéu terça-feira, com os dois golos de Rui Costa?
Podia ter comido alguma das peças do seu eterno fato preto, substituindo-a por outra diferente. Continuava a parecer um saloio, mas sempre havia maior variação cromática.

Há mesmo um Apito Vermelho?
Há. E o Apito Verde não deve tardar. O "dossier secreto" respectivo está a ser preparado num computador com Photoshop perto de si (afirmação válida apenas para residentes do Douro Litoral).

Em Portugal os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres como dizem as notícias? Ou não?
E os remediados serão cada vez mais remediados? Isso é deprimente.

Contudo, as 100 grandes fortunas de Portugal contabilizam 34 mil milhões de euros. Nem é assim tanto, pois não?
Trocos. Podiam pegar nessa bagatela e renovar o guarda-roupa do Joe.

Já quem falamos de dinheiro, o que dizer de mais umas celebrações de Fátima?
Estou a ver a Virgem a flutuar aqui por cima do comando da televisão. Mais ninguém a consegue ver ou ouvir, mas parece que será mesmo assim. E diz-me que devo receber uma subvenção mensal milionária. Vá, Homens de Deus. Beatifiquem-me!

Por falar nisso, o que dizer da obesidade crescente registada em cães e gatos nacionais?
Só começo a preocupar-me quando chegar às aves de estimação. Um canário balofo deve ser uma coisa muito triste de se ver.

sexta-feira, Agosto 10, 2007

alucinário o mister e a camisola

Por estes dias, o vício é ir a www.sporting.pt e mandar o Paulo Bento ligar a meio mundo para aparecerem no estádio com a camisola. Irem ao estádio de camisola é o menos. É sobretudo um exercício surreal e divertido, sobretudo se estivermos ao pé de quem recebe a chamada, e capaz de entupir os servidores do Sporting. O que também não é nada mau.

a quintessência renato carreira

Renato Carreira está de volta das férias. Ossana nas alturas. Abram-lhe a porta de casa, sirvam-lhe bom vinho, ofereçam-lhe as vossas filhas. Afinal, está de volta o comentador mais estrambótico - no bom sentido - da internet nacional.

Balanço dessas férias?
Bem valentes.

Nestes dias houve algo que mereça um comentário à retardador?
Haver até houve. Mas deixo o cérebro em casa quando vou de férias.

O míssil que caiu na Geórgia é um trunfo para o escudo que Bush quer ver na Polónia?
Parece que "caiu na" é a forma certa de referir o sucedido. Em vez de "foi disparado contra". Talvez seja um trunfo maior para os que defendem o fim da contenção de despesas na Força Aérea Russa.

Couceiro foi despedido por SMS. Foi justo?
Não foi muito justo. O Zeca podia ter roubado o telemóvel a Madail antes de o SMS ser enviado.

Beckham e Robbie Williams davam um bom casal gay na próxima série de Donas de Casas Desesperadas?
Sim. Com Abel Xavier como suplente utilizado.

Como resolver o diferendo Hamilton-Alonso?
Ponham-nos a correr a pé na pista do Estoril. Quem ganhar, fica com a razão.

E o FCP vs TAP?
FCP 2 TAP 1 (com um penalty mal marcado e um livre directo no 94º minuto a castigar falta muito duvidosa).

Há marosca no caso dos problemas informáticos na assembleia geral do BCP?
Não me parece. Mas estou convicto de que o cérebro de Joe (Joi) Berardo tem vírus.

Porquê tanto burburinho em torno do novo Estatuto do Jornalista?
É que estamos no Verão. E, até desatarem o nó cego da pequena e adorável Maddie e começar o campeonato, não há assunto melhor.

É possível ter sido Marco Polo a descobrir a América?
Mais possível do que ter sido Marco Paulo.

Os bares da Praia da Rocha devem baixar o volume da música por D. Duarte ou não?
Sim. A não ser que comecem a passar apenas o Hino da Carta.